quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Condutores devem ter cuidado com prazo e normas para renovação da CNH


Motoristas são os responsáveis pelo controle da data de validade de suas habilitações. Nova resolução do Cetran provoca mudanças na hora de renovar o documento.



A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) tem prazo de validade e deve estar sempre atualizada, mas há motoristas que muitas vezes se esquecem de verificar a data de suas habilitações e acabam circulando irregularmente, com o documento vencido. Com foco na permanente Educação para o Trânsito, o CFC Valderez alerta para a importância deste cuidado, que afeta tanto os motoristas profissionais como os condutores que não exercem atividade remunerada para dirigir. “O condutor é responsável pelo controle da validade de sua CNH, devendo providenciar a renovação próximo da data de vencimento”, ressalta a Diretora de Ensino, Solange Lopes. “E novas regras irão tornar mais rigoroso este processo a partir de setembro”, diz Solange.
 Na foto, a Diretora de Ensino do CFC Valderez
 de Novo Hamburgo, Solange Lopes.
Crédito: Adriane Costa
A Diretora refere-se à Resolução 43/2011, do Conselho Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Cetran/RS), que entrará em vigor no dia 19 de setembro. A nova norma prevê o recolhimento da CNH no momento da realização dos exames de aptidão física (teste de visão, válido para todos os condutores) e psicológica (aplicado somente para motoristas que exercem atividade remunerada na função). Se os exames forem satisfatórios, a CNH é devolvida na hora. Se o resultado for inadequado, o documento ficará retido até que a situação que provocou a reprovação seja revertida. “Se a pessoa está com problema de visão, por exemplo, pode providenciar uma consulta, fazer os óculos e depois voltar para fazer novo exame. Esta simples medida muitas vezes a torna novamente apta para dirigir”, exemplifica Solange.
Até o momento, a reprovação em um desses exames não impedia que o condutor seguisse dirigindo até o prazo final de sua CNH antiga, com validade de 30 dias após a data que consta no documento. Com a mudança, a reprovação em um desses exames causará a retenção imediata da habilitação. “O objetivo é, cada vez mais, prevenir situações que possam colocar a maioria em risco, tornando o trânsito mais seguro”, enfatiza a Diretora.
Todos os condutores devem verificar regularmente a data de validade de duas CNHs, para seguir dirigindo dentro das normas. O condutor que for abordado dirigindo com habilitação  vencidas há mais de 30 dias comete infração gravíssima, com multa de R$ 191,00, 7 pontos na CNH e retenção do veículo até apresentar outro condutor.

REGRAS GERAIS – Condutores que fizeram a CNH dentro das atuais normas legais necessitam apenas pagar a taxa de expedição e se submeter aos exames físico e psicológico. Motoristas que se habilitaram antes do novo Código Nacional de Trânsito (1997) também devem se submeter a uma prova teórica ou a três aulas teóricas para atualização. Habilitações vencidas há muito tempo e outras situações específicas exigem do condutor um tempo maior de atualização para retomar o direito de dirigir. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3593.4433.

Caro jornalista, abaixo está disponível o link da imagem para download em alta resolução:
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário