segunda-feira, 16 de abril de 2012

Atleta paraolímpica brasileira testa e aprova o inédito Vocalizer

Terezinha Guilhermina, deficiente visual e atual recordista mundial, foi uma das visitantes do estande da Pináculo, presente na maior feira de acessibilidade do Brasil,  que começou ontem (12).


No primeiro dia da XI Reatech - Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, o estande da empresa gaúcha Pináculo recebeu diversos visitantes interessados em conhecer o Vocalizer. O aparelho, que está sendo pré-lançado na feira, funciona como uma espécie de “visão” para deficientes visuais.  Entre os visitantes do estande, estava atleta paraolímpica Terezinha Guilhermina, que testou e aprovou o Vocalizer.

A para-atleta Terezinha Guilhermina, ao lado de seu guia no esporte, Guilherme Santana, sendo apresentados ao Vocalizer pelo Diretor da Pináculo, Carlos Wolke.
Crédito da foto: Divulgação / Notícia em Dobro.

A para-atleta, que é deficiente visual, medalhista olímpica e a atual recordista mundial nos 100m e 200m rasos, categoria T11 (deficiência visual completa), estava acompanhada de seu guia no esporte, Guilherme Santana, e mostrou-se entusiasmada com o produto. "Com certeza serei uma usuária do Vocalizer, porque é o sonho de consumo de todo o deficiente visual. Possibilita que se tenha independência para muitas coisas que, hoje, dependo da minha irmã para poder fazer", avaliou Terezinha.

A XI Reatech iniciou-se ontem (12) e segue até domingo (15), no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo/SP.

VOCALIZER – A grande inovação desse equipamento é a integração de várias tecnologias em um aparelho portátil, eficaz e adequado para seus usuários, pois foi projetado para minimizar os impactos da falta da visão. O produto realiza a reprodução em áudio de textos impressos, digitais e códigos de barras; grava recados em áudio; cria e edita arquivos de textos; além de reconhecer cores, cédulas de dinheiro e lâmpadas ligadas. Seu potencial de venda é superior a 16 milhões de unidades somente no Brasil. Para Carlos Wolke, Diretor da Pináculo e “piloto de testes” do Vocalizer,  o produto foi criado para suprir uma carência do mercado. Há oito anos, Wolke perdeu completamente a visão, resultado de uma degeneração ocular irreversível. Assim, uma tecnologia nos moldes deste inovador produto passou a ser um sonho.

PINÁCULO – Com 15 anos de atuação e certificada ISO 9001, a Pináculo produz equipamentos eletrônicos e softwares, com linhas de produtos voltadas para as áreas de telecomunicações e segurança. O desafio e a inovação na criação e desenvolvimento de produtos eletrônicos fazem parte da tradição da empresa, que busca oferecer em cada produto lançado, uma boa oportunidade de negócios para seus mais de 3.000 clientes distribuídos no Brasil. Mais informações podem ser obtidas no site www.pinaculo.com.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário