quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Empresas Artecola reverenciam memória

Falecimento do empreendedor completou 10 anos na última terça-feira, dia 05. Companhia resgata legado do ex-seminarista que deu origem a uma das empresas mais internacionalizadas do Brasil.

 
A trajetória das Empresas Artecola, hoje reunindo três operações – Artecola Química, Arteflex e MVC Soluções em Plástico – e presente com plantas industriais em toda a América Latina, teve início com o sonho do empreendedor Francisco Xavier Kunst. Dez anos após sua morte, ocorrida em 5 de fevereiro de 2003, ele segue sendo o modelo da cultura empresarial da companhia, que investe fortemente para manter a visão inovadora de seu fundador.
Com foco na Inovação para Resultados, as Empresas Artecola miraram em especialidades para se diferenciar e registrar, somente em 2012, cerca de 15% de crescimento, com receita líquida de quase R$ 500 milhões. “Seu Xavier é o exemplo que nos lembra, a todo momento, a importância de sermos determinados em nossas metas, atentos à comunidade onde estamos inseridos e sempre dispostos a inovar, fazer diferente e melhor. O legado que ele deixou está presente na forma como as Empresas Artecola se mantêm e se expandem por diferentes mercados”, afirma o atual Presidente Executivo da organização, Eduardo Kunst, neto de Xavier.
Para valorizar os ensinamentos deixados pelo fundador, as Empresas Artecola estão promovendo atividades internas junto aos colaboradores, destacando a trajetória do ex-seminarista que tornou-se industrial. Filho de imigrantes alemães, Francisco Xavier Kunst cursou parte dos estudos para formar-se padre, no Instituto Champagnat, em Porto Alegre. Não concluiu, mas aproveitou o conhecimento adquirido no seminário e passou a atuar como professor primário em Sapiranga.
Em 1934, casou-se com Wilma Lanius, com quem teve 5 filhos, 19 netos e 23 bisnetos. Em 1935 ocorreu a mudança para Novo Hamburgo, quando ingressou no ramo calçadista. Dedicado, Francisco Xavier Kunst aprendeu a fabricar colas e tintas na Fábrica de Calçados Adams. Aos finais de semana, aperfeiçoava seus conhecimentos com um professor de Química. Tanto envolvimento resultou na sociedade com o então patrão: ao lado de Pedro Adams Filho, fundou, em 1948, a Fábrica de Tintas e Colas Ltda., origem da Artecola.
Renato Kunst, Presidente do Conselho de Administração da companhia e filho de Xavier, lembra das dificuldades iniciais. “Todos precisávamos nos envolver com a empresa e ainda trabalhar fora para manter a casa. Mas ele sempre teve a persistência e a visão de que o negócio daria certo. Soube sempre reinvestir na empresa, preparando o futuro”, destaca o empresário. Em homenagem ao legado que deixou como cidadão, em 1985 foi criada a Fundação Francisco Xavier Kunst, responsável pelos projetos sociais das Empresas Artecola.
Externamente, o exemplo de Francisco Xavier Kunst também foi reconhecido. Em 1992, recebeu o prêmio Mérito Industrial, da FIERGS (Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul), valorizando seu talento empreendedor. Também recebeu, em 1996, o título de Cidadão Hamburguense, pelos relevantes serviços prestados à comunidade. E na passagem dos 75 anos da cidade de Novo Hamburgo, em 2002, foi agraciado com o diploma Amigo de Novo Hamburgo.
As Empresas Artecola somam 64 anos de atividades, atuando em diferentes mercados. Contam com aproximadamente 1.900 colaboradores, em plantas industriais no Brasil, Chile, Argentina, Peru, Colômbia e México. Estão entre as empresas mais internacionalizadas do Brasil (pela Fundação Dom Cabral e pelo ranking do jornal Valor), com atuação em toda a América Latina. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário